Notícias de São Paulo

SP marca recorde diário de 3ª dose com reforço para primeira brasileira vacinada

beneficiosnewsgoogle

Primeira pessoa vacinada contra a COVID-19 no Brasil, a enfermeira Mônica Calazans recebeu nesta quarta-feira (6), no Palácio dos Bandeirantes, a terceira dose do imunizante do Instituto Butantan. O ato simbólico foi acompanhado pelo Governador João Doria e marcou o recorde diário nas doses de reforço aplicadas em todo o estado.

“Mais uma boa notícia. De um total de 122 mil doses em um único dia, o estado de São Paulo bateu o recorde de aplicação da chamada dose de reforço, ou também conhecida como terceira dose”, declarou o Governador. Além de Mônica, o Secretário de Estado da Saúde Jean Gorinchteyn também recebeu o reforço do imunizante durante a entrevista coletiva na sede do Governo do Estado.

A vacinação contra a COVID-19 em todo o Brasil começou por iniciativa do Governo de São Paulo no último dia 17 de janeiro, logo após a aprovação do uso emergencial da vacina do Butantan pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Trabalhadora da linha de frente no tratamento a pacientes contaminados pelo coronavírus, Mônica se tornou símbolo da importância da vacinação.

A aplicação da terceira dose em São Paulo começou no dia 4 de setembro nos 645 municípios paulistas. O reforço é dirigido a toda a população idosa, adultos imunossuprimidos e profissionais de saúde dos serviços de saúde públicos e particulares.

O recorde de terceira dose foi registrado na última terça (5). Na etapa que se estende até domingo (10), o público-alvo é formado por 1 milhão de trabalhadores da saúde e outros 104 mil idosos com idade entre 60 e 69 anos. Todos devem ter completado o esquema vacinal de duas aplicações entre fevereiro e março.

A partir da semana que vem, a Secretaria da Saúde prevê mais quatro fases escalonadas para aplicação das doses adicionais nos públicos-alvos que completaram o ciclo vacinal em abril. De 11 de outubro a 11 de novembro, a meta é aplicar a terceira dose em cerca de 2,7 milhões de pessoas.

Os grupos acima de 80 anos e imunossuprimidos já entraram na estratégia em semanas anteriores e, desde segunda-feira (27), a oferta das doses está em curso para pessoas de 70 a 79 anos. Os que têm entre 60 e 69 anos serão contemplados entre os dias 4 e 10 de outubro.

As doses adicionais são aplicadas com base nos intervalos mínimos após a segunda dose ou conclusão do esquema vacinal – de pelo menos seis meses para quem tem 60 anos ou mais, e ao menos 28 dias para os adultos com imunossupressão. Todos os imunizantes contra a COVID-19 são seguros, eficazes e estão sendo usados nesta iniciativa.

A apresentação com o calendário de aplicação das doses adicionais de vacinas contra o coronavírus está disponível no link https://issuu.com/governosp/docs/apresenta_o_vacina_o_sp_b384d62124f1fa.

O post SP marca recorde diário de 3ª dose com reforço para primeira brasileira vacinada apareceu primeiro em Governo do Estado de São Paulo.

To Top